A MODA MINEIRA SE FORTALECE PARA COMPETIR E SE REPOSICIONAR NO MERCADO BRASILEIRO

Home / Coopermoda / FECOMÉRCIO / Fetrabalho MG / FIEMG / OCEMG / PBH / SEBRAE-MG / SEDE-MG / Sindibolsas / Sindicalçados / Sindivest MG /

A MODA MINEIRA SE FORTALECE PARA COMPETIR E SE REPOSICIONAR NO MERCADO BRASILEIRO

Atendendo uma das principais reivindicações do segmento da moda mineira o Governador Antonio Augusto Anastasia anunciou no último dia 23 a redução do ICMS – Imposto de Circulação de Mercadorias e Serviços de 12% para 7% para a indústria mineira de confecções. Com esse benefício fiscal as indústrias de Minas poderão competir em melhores condições com as indústrias dos outros estados e também em relação aos produtos importados. Estima-se que ocorrerá um recuo de até 8% nos preços para o consumidor.

Tal medida beneficia toda cadeia produtiva da moda que tem um papel extremamente relevante na economia mineira do ponto de vista da geração de emprego, trabalho e renda para a população, aproximadamente 250.000 postos de trabalho.

A referida medida do governo do estado também atendeu uma das reivindicações resultantes do evento “Visita Técnica ao Caminho da Moda de BH”, realizado no último dia 06 de maio pela Coopermoda – Cooperativa dos Profissionais em Negócios de Moda e que teve como promotora a Fetrabalho MG – Federação das Cooperativas de Trabalho de Serviços e de Produção de Minas Gerais. O objetivo do evento foi conhecer a realidade do pólo de moda de Belo Horizonte, no tocante a sua estrutura, diversidade, importância econômica e social, dificuldades e desafios, de modo a subsidiar estudos e propostas para a formulação de políticas públicas de estimulo e apoio ao seu crescimento e desenvolvimento. O evento inovador e qualitativo contou com a participação das seguintes instituições: OCEMG – Sindicato e Organização das Cooperativas do Estado de Minas Gerais; SEDE – Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais; Prefeitura Municipal de Belo Horizonte; FETRANSCOOP MG – Federação das Cooperativas de Transportes de Minas Gerais; SEBRAE MG; FECOMERCIO MG – Federação do Comércio de Minas Gerais; PMMG – Polícia Militar do Estado de Minas Gerais e CDL-BH – Câmara dos Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte.

Cabe ressaltar ainda que na última assembléia geral do Fopemimpe – Fórum Permanente das Micro e Pequenas Empresas de Minas Gerais, presidido pela Subsecretária Marilena Chaves da SEDE – Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais, realizada no mês de maio, também por iniciativa da Coopermoda e com o apoio da Ocemg, entidade que integra o Conselho Deliberativo do referido fórum, foram discutidas e apresentadas propostas para o desenvolvimento das micro e pequenas empresas do setor de moda.

Fonte: Assessoria de Comunicação da Fetrabalho MG/ COOPERMODA

BARREIRO-016

Economia Solidária

Você sabe o que é a economia solidária?

Segundo a Wikipédia, “economia solidária é uma forma de produção, consumo e distribuição de riqueza (economia) centrada na valorização do ser humano e não do capital. Tem base associativista e cooperativista, e é voltada para a produção, consumo e comercialização de bens e serviços de modo autogerido, tendo como finalidade a reprodução ampliada da vida. Preconiza o entendimento do trabalho como um meio de libertação humana dentro de um processo de democratização econômica, criando uma alternativa à dimensão alienante e assalariada das relações do trabalho capitalista.
Além disso, a Economia Solidária possui uma finalidade multidimensional, isto é, envolve a dimensão social, econômica, política, ecológica e cultural. Isto porque, além da visão econômica de geração de trabalho e renda, as experiências de Economia Solidária se projetam no espaço público, no qual estão inseridas, tendo como perspectiva a construção de um ambiente socialmente justo e sustentável; vale ressaltar: a Economia Solidária não se confunde com o chamado “Terceiro Setor” que substitui o Estado nas suas obrigações legais e inibe a emancipação de trabalhadoras e trabalhadores, enquanto sujeitos protagonistas de direitos. A Economia Solidária reafirma, assim, a emergência de atores sociais, ou seja, a emancipação de trabalhadoras e trabalhadores como sujeitos históricos”.

Visitamos a Coonarte, que é uma cooperativa que fica no Barreiro e trabalha dentro dos princípios da economia solidária e ficamos encantadas. A gestora da cooperativa é a D. Francisca que, apesar da pouca instrução, tem um perfil empreendedor e um conhecimento do mercado fantástico. Por conhecê-la chegamos a conclusão que é preciso promover, com urgência e eficiência, os direitos dos pobres e organizar a sociedade de modo a lhes facilitar o ingresso na cidadania plena. Entretanto, é importante também valorizá-los, mesmo em sua pobreza, como pessoas capazes de dar-nos lições de vida, gerando ao invés de preconceito o respeito. A vida de tantas famílias que lutam, não só para sobreviver, mas também para dar um futuro melhor a seus filhos e filhas, é fonte de edificantes exemplos para a vida vazia de muitos que ostentam sinais de prosperidade.

Estiveram presentes nessa reunião representantes da Prefeitura de Belo Horizonte, ANEFS – Agência de Negócios da Fábrica Social e Coopermoda






ESPA-C3-87O-MINAS-GERAIS-025

A Moda de BH vai até São Paulo

Ontem, dia 25 de maio, a Coopermoda esteve no Espaço Minas Gerais em São Paulo para divulgar a moda mineira dentro do evento da Belotur “Belo Horizonte vem até Você”. Iniciativas como essas onde existe a associação de várias instituições para beneficiar o mercado serão sempre bem vindas. Parabéns à todos que se empenharam para a realização do evento.








image001

Capacitação profissional no ramo da moda

Em matéria recente do Jornal Estado de Minas tivemos a informação sobre o mercado de trabalho para profissionais qualificados de vários segmentos que são muito interessantes. As empresas precisam contratar mas no mercado não existe este profissional ou, se existe, onde ele está? Essa é uma questão muito importante para toda a cadeia produtiva que merece uma atenção especial. Como podemos unificar essa informação em benefício do mercado?
Comentem à vontade…
De qualquer forma vale a dica dos cursos do SENAI / MODATEC que, por sinal, são GRATUITOS.

Prefeitura de Belo Horizonte volta o olhar para a moda mineira

por Adélia Assis
No jornal Estado de Minas de domingo, 23 de maio, foi publicada uma nota na coluna da jornalista Anna Marina muito importante para o momento pelo qual a moda mineira está passando.

Intitulada “Reivindicações” a nota inicia com o seguinte parágrafo: “Depois de prestigiar a moda, visitando a MTP, o prefeito Márcio Lacerda enviou representantes para conversar com as entidades do setor. O resultado foi uma lista de reivindicações, entregues pelo presidente do Sindicato das Indústrias do Vestuário de Minas Gerais (Sindivest/MG), Michel Aburachid, coordenador do encontro”.

O encontro referido acima aconteceu no dia 27 de abril no Sindivest. Estiveram presentes o Sr. Álvaro Pio, Gerente de Planejamento do Desenvolvimento Econômico da Prefeitura de Belo Horizonte e equipe, Diretoria da COOPERMODA e equipe, Diretoria do Sindivest e equipe. Essa rede de cooperação que está sendo criada a favor da moda mineira está possibilitando a realização de várias reivindicações do setor. É importante ressaltar que a Pesquisa Sócio-Econômica das Indústrias de Confecções do Prado realizada pela COOPERMODA em setembro de 2009 é um importante instrumento de sensibilização das entidades de classe e dos órgãos governamentais para o mercado da pronta entrega de Belo Horizonte.

O Sr. Álvaro Pio foi um dos participantes da Visita Técnica Caminho da Moda realizada no dia 06 de maio. O mais importante é que já podemos ver melhorias sendo implantadas no Prado entre as quais podemos citar:
• Poda de árvores – melhoria na iluminação.
• Instalação de quebra-molas – melhoria no tráfego.
• Redirecionamentos nos sentidos “mão/contramão” de algumas ruas.
• Melhora no patrulhamento de rotina executado pela PMMG.

Fábrica Social

por Adélia Assis
A Fábrica Social é um grupo de trabalho formado por famílias reassentadas nos conjuntos habitacionais construídos pelo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). A unidade da Vila São José faz parte das ações sociais do eixo de Geração de Trabalho e Renda do Programa Vila Viva, e visa à sustentabilidade econômica e social dos moradores, além da promoção da qualidade de vida.

No dia 13 de maio, a Agência de Negócios da Fábrica Social organizou uma visita técnica à unidade da Fábrica Social com o objetivo de divulgar o projeto para o Sindivest, a Coopermoda e um grupo de empresários da moda.

A Coopermoda considerou que a iniciativa será importante tanto para o empresário, que poderá participar de um projeto envolvendo a responsabilidade social e, também, suprir uma necessidade do mercado que é a falta de mão-de-obra especializada quanto para os trabalhadores que precisam gerar renda para si e sua família.

Precisamos, no entanto, que as confecções estejam disponíveis para trabalhar em conjunto e apoiar o projeto.

Mais informações sobre o projeto veja no link abaixo.

http://www4.fiemg.com.br/Default.aspx?tabid=6473&mid=12124&newsType=Detail&Param=5929

AS CONFECÇÕES INTERESSADAS EM CONHECER DETALHES DO PROJETO PODEM ENTRAR EM CONTATO COM A COOPERMODA ATRAVÉS DO EMAIL
comunicacao@coopermoda.com.br

visita-t-C3-A9cnica-06-05-006

Visita Técnica Caminho da Moda

por Adélia Assis
Aconteceu no dia 06 de maio de 2010 a visita técnica orientada pela COOPERMODA, com o apoio da FETRABALHO-MG e da OCEMG-MG a alguns show rooms de Belo Horizonte. A iniciativa teve o propósito de colher subsídios para um documento norteador de ações conjuntas, que visam o fortalecimento da cadeia produtiva das micro, pequenas e médias empresas de moda do Estado.
Estiveram presentes algumas das principais instituições do Estado e da Prefeitura de Belo Horizonte o que acabou por legitimar a iniciativa e selar o início dos trabalhos conjuntos visando o mercado da moda mineira.
O principal objetivo do encontro foi plenamente alcançado, pois todos os presentes puderam perceber a importância do mercado da moda e conhecer as demandas do empresariado.

Agradecemos a todos que participaram do evento.

FETRABALHO-MG, FECOMÉRCIO, SEDE-MG – Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, OCEMG/SESCOOP,PMMG, SEBRAE-MG, CDL-BH







Categorias

thời trang trẻ emWordpress Themes Total Freetư vấn xây nhàthời trang trẻ emshop giày nữdownload wordpress pluginsmẫu nhà đẹp